ANGIOSPERMAS TREPADEIRAS, EPÍFITAS E PARASITAS DA MATA DO BURAQUINHO, JOÃO PESSOA, PARAÍBA

  • Pedro da Costa Gadelha Neto Jardim Botânico Benjamim Maranhão, Mata do Buraquinho, Torre, João Pessoa, PB.
  • Maria Regina de V. Barbosa Departamento de Sistemática e Ecologia, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB.
Palavras-chave: Mata Atlântica, Nordeste do Brasil, trepadeiras, epífitas, parasitas

Resumo

Realizou-se o levantamento florístico das angiospermas epífitas, trepadeiras e parasitas presentes na Mata do Buraquinho através de coletas aleatórias percorrendo toda a mata, durante o período de janeiro de 2004 a dezembro de 2011, e de consultas à coleção do Herbário JPB. Foram encontradas 81 espécies pertencentes a 59 gêneros integrantes de 29 famílias, reforçando a importância deste componente na riqueza de espécies nos fragmentos florestais. Palavras chave: Mata Atlântica, Nordeste do Brasil, trepadeiras, epífitas, parasitas.

Referências

AMAZONAS, N. T. e BARBOSA M. R. V. 2011 - Levantamento florístico das

angiospermas em um remanescente de floresta atlântica estacional na

microbacia hidrográfica do Rio Timbó, João Pessoa, Paraíba. Revista

Nordestina de Biologia 20(2): 67-78

ANDRADE-LIMA, D. e ROCHA, M. G. 1971 - Observações preliminares sobre a

Mata do Buraquinho, João Pessoa, Paraíba. Anais do ICB/UFRPE 1(1): 47-61.

ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP (APG) III. 2009 - An update of the

Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of

flowering plants: APG III. Botanical Journal of the Linnean Society 161:

–121.

BARBOSA, M. R. V. 1996 - Estudo florístico e fitossociológico da Mata do

Buraquinho, remanescente de mata atlântica em João Pessoa, Paraíba.

Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 135p.

BARBOSA, M. R. V. 2008 - Floristic Composition of a Remnant of Atlantic Coastal

Forest in João Pessoa, Paraíba, Brazil. Memoirs of the New York Botanical

Garden 100: 439 - 457.

BARROS, A. A. M.; RIBAS, L. A. e ARAUJO, D. S. D. 2009 - Trepadeiras do

Parque Estadual da Serra da Tiririca, Rio de Janeiro, Brasil. Rodriguésia

(3): 681-694

BORGO, M. e SILVA, M. S. 2003 - Epífitos vasculares em fragmentos de floresta

ombrófila mista, Curitiba, Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Botânica 26(3):

-401.

CÉSAR, E. A. 2002 - Florística e fitossociologia do estrato herbáceo da reserva

particular do patrimônio natural fazenda Pacatuba, Sapé-PB. Monografia

de Graduação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 40p.

FREITAS, G. B. 2008 - Inventários da flora remanescente das aldeias

indígenas Potiguaras do litoral norte da Paraíba, Brasil. Monografia de

Graduação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 66p.

GENTRY, A. H. 1988 - Changes in plant communit diversity and floristic composition

on environmental and geographical gradients. Annals of the Missouri Botanical

Garden 75: 1-34.

HORA, C. R. e SOARES, J. J. 2002 - Estrutura fitossociológica da comunidade

de lianas em uma floresta estacional semidecidual na fazenda Canchin, São

Carlos, SP. Revista Brasileira de Botânica 25(3): 323-329.

KERSTEN, R. A. e SILVA, S. M. 2001 - Composição florística e estrutura do

componente epifítico vascular em floresta da planície litorânea na ilha do Mel,

Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Botânica 24(2): 213-226.

KERSTEN, R.A. 2010 - Epífitas vasculares: histórico, participação taxonômica

e aspectos relevantes, com ênfase na Mata Atlântica. Hoehnea 37(1): 9-38.

OLIVEIRA-FILHO, A. T. e CARVALHO, D. A. 1993 - Florística e fisionomia da

vegetação no extremo norte do litoral da Paraíba. Revista Brasileira de

Botânica 16(1):115-130.

PEREIRA, L. P. 2011 - Composição florística de um fragmento de mata ciliar

na bacia hidrográfica do Rio do Cabelo, João Pessoa, Paraíba. Monografia

de Graduação, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 24p.

PEREIRA, M. S. e ALVES. R. R. N. 2006 - Composição Florística de um

remanescente de Mata Atlântica na Área de Proteção Ambiental Barra do

Rio Mamanguape, Paraíba, Brasil. Revista de Biologia e Ciências da Terra

(1): 357-366.

PONTES, A. F. 2000 - Levantamento florístico da Mata da Amém, Cabedelo,

Paraíba – Brasil. Monografia de Graduação, Universidade Federal da

Paraíba, João Pessoa, 92p.

REZENDE, A. A.; RANGA, N. T. e PEREIRA, R. A. S. 2007 - Lianas de uma floresta

estacional semidecidual, Município de Paulo de Faria, Norte do Estado de

São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de Botânica 30(3): 451-461.

RIGON, J. 2011 - O gênero Phoradendron Nutt. (Viscaceae) no estado do

Paraná, Brasil. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Paraná,

Curitiba, 98p.

ROGALSKI, J. M. e ZANIN, E. M. 2003 - Composição florística de epífitos

vasculares no estreito de Augusto César, floresta estacional decidual do rio

Uruguai, RS, Brasil. Revista Brasileira de Botânica 26(4): 551-556.

UDULUTSCH, R. G.; ASSIS, M. A. e PICCHI, D. G. 2004 - Florística de trepadeiras

numa floresta estacional semidecidual, Rio Claro – Araras, Estado de São

Paulo, Brasil. Revista Brasileira de Botânica 27(4): 125-134.

UDULUTSCH, R. G.; SOUZA, V. C.; RODRIGUES R. R. e DIAS, P. 2010 -

Composição florística e chaves de identificação para as lianas da Estação

Ecológica dos Caetetus, estado de São Paulo, Brasil. Rodriguésia 61(4):

-730.

VELOSO, H. P. 1992 - Sistema fitogeográfico; pp 9-38. In: IBGE (Ed.). Manual

técnico da vegetação brasileira - Manuais Técnicos em Geociências n.1.

IBGE, Rio de Janeiro.

Publicado
2012-12-31
Seção
Artigos