BEE PLANTS AND RELATIVE ABUNDANCE OF CORBICULATE APIDAE SPECIES IN A BRAZILIAN CAATINGA AREA.

  • Celso Feitosa Martins
  • A. Christian de A. Moura
  • Maria Regina de Vasconcellos Barbosa

Resumo

Plantas melíferas e abundância relativa de espécies de Apidae corbiculadas em uma área de caatinga no Brasil. O objetivo deste trabalho foi verificar a utilização floral por parte de espécies de Apidae corbiculados na caatinga nos Cariris Velhos, no estado da Paraíba, Brasil. A área apresenta uma pluviosidade total anual em torno de 300 mm. As abelhas foram capturadas principalmente em flores, num intervalo de duas semanas durante um período de 12 meses. Foram coletados 1154 indivíduos de 15 espécies de abelhas em flores de 48 espécies de plantas pertencentes a 34 famílias. Trigona spinipes foi a espécie de abelha mais abundante, seguida de Scaptotrigona aff. depilis, Apis meilifera, Scaptotrigona aff. tubiba, Frieseomelitta varia dispar, e Trigonisca pediculana. Convolvulaceae (21.7% das visitas), Caesalpiniaceae (18.8%) e Papilionaceae (17.0%) foram as famílias botânicas mais visitadas. As abelhas demonstraram alguma preferência por certas espécies de plantas. Apis mellifera e abelhas sem ferrão apresentaram uma baixa sobreposição no uso dos recursos. Maiores sobreposições foram observadas entre abelhas sem ferrão do mesmo gênero. Trigona spinipes foi a espécie mais abundante e menos especializada observada. A. meilifera apresentou uma baixa abundância na área. Supõe-se que as condições áridas dos Carris Velhos sejam mais adversas para Apis meilifera do que para abelhas da subtribo, Meliponina.
Publicado
2008-11-13
Seção
Artigos