Chamada de artigos - A nova história (bio)política: sobre as capturas e as resistências (43 jul./dez. 2020) - novo prazo

2020-03-02

Número Temático: A nova história (bio) política: sobre as capturas e as resistências (43 jul./dez. 2020)

Resumo: No século passado, Marc Bloch, antes de ser fuzilado pelos alemães, escreveu fragmentos que repensavam os lugares da história, nos alertando para nosso tão “humano” devir-ogro: “Já o bom historiador se parece com o ogro da lenda. Onde fareja carne humana, sabe que ali está a sua caça”. A bio, toda ela vida, participa da historiografia imprimindo às questões políticas a perspectiva de outras problematizações, indiciada pela ampliação dos atores, temáticas e fontes históricas, reconhecendo-as como legítimas à história. Assim, esse Dossiê intenciona produzir um espaço de reflexão sobre as carnes-corpos (bio)políticas, sejam eles cinzas, putrefatas ou pulsantes, naquilo que compete aos seus fluxos de vida e morte, em nossa contemporaneidade, pois do contraponto ao aniquilamento, da memória e/ou da história, é necessário o “bom combate”, daqueles praticados pelas leituras das (bio)políticas. Os conceitos de biopolítica e biopotência em suas dimensões de controle e resistência, têm se desdobrado em outras práticas de análise, permitindo reflexões capazes de contribuir à compreensão das experiências contemporâneas, no que tange ao presente/passado, de alianças e combates, configurando múltiplas formas de sociabilidade. Necropolítica, racismo, psicopolítica, sociedade do cansaço, política da dívida e multidão são alguns dos temas que propomos focalizar, dentre as contribuições recentes: estudos sobre monstruosidades, animalidades, “alianças das precariedades”, manifestos políticos, alteridade radical, dentre outros.

Palavras-chave: História. (Bio)Políticas. Contemporaneidade.

Prazo para envio de inéditos: 02/03/2020 a 15/08/2020 [novo prazo de submissão]

OrganizadorasTelma Dias Fernandes (Universidade Federal da Paraíba) e Elisa Mariana de Medeiros Nóbrega (Universidade Estadual da Paraíba)