Último mês para a submissão de artigos no Dossiê "Trabalho, proteção e desproteção social"

2020-04-08

A chamada pública para a seleção de artigos para o Dossiê "Trabalho, proteção e desproteção social" se encerra no próximo dia 05 de Maio. Organizado por Cristina Almeida Cunha Filgueiras, Carla Bronzo e Ana Beatriz Trindade de Melo, este dossiê objetiva reunir textos que discutam, com contribuições que podem vir das distintas áreas dos estudos do trabalho, a noção de proteção social e sua relação com o mundo do trabalho. 

As submissões podem ser realizadas online através do site da Revista da ABET. Aceitam-se artigos em Português, espanhol ou inglês; elaborados individualmente ou em coautoria. Os artigos aprovados pelas organizadoras e avaliadores devem compor a próxima edição da Revista da ABET. 

____________________

Na sequencia o Edital 1/2020 para o dossiê "Trabalho, proteção e desproteção social":

 

“O que é ser protegido?”. Esta pergunta, formulada pelo sociólogo Robert Castel em vários de seus escritos, resume a motivação para a proposta de dossiê. O trabalho está no centro da proteção social frente às eventualidades do ciclo de vida e às situações de risco, tais como acidentes de trabalho, doenças, desemprego, maternidade, velhice. A relação entre trabalho e proteção social está na base de sistemas de regulação coletiva. A incerteza do trabalho, por sua vez, é a grande geradora de insegurança. Na sociedade capitalista, os processos de desmercantilização e desfamiliarização do social fundamentaram a construção de sistemas amplos de proteção. Contudo, onde chegaram a ser mais estruturados e duradouros, estes sistemas sofreram importantes mutações, em razão, entre outros motivos, das transformações do trabalho. Paradoxalmente, a (re)mercantilização e (re)familiarização da proteção dos trabalhadores tornaram-se realidade em uma grande quantidade de países.

Mencionamos a seguir aspectos e eixos de reflexão que poderiam ser abordados em artigos do dossiê:

  1. As Formas de enfrentamento pela sociedade das incertezas e riscos do ciclo de vida e da participação no mundo do trabalho são reveladoras de seus valores e princípios. Elementos sociológicos da proteção: laços sociais e proteção contra as incertezas. Condições compartilhadas, pertencimento, relação de interdependência, solidariedade. Revisitação das contribuições de autores fundamentais (a exemplo de Durkheim e Polanyi) quanto à conexão entre indivíduo, social e trabalho.
  2. O princípio social da proteção associada ao trabalho fora da sociedade salarial: formas de proteção em sociedades tradicionais; pré-modernas; pré-capitalistas.
  3. Fundamentos históricos, sociais, filosóficos e políticos do Estado social e a proteção associada ao mundo do trabalho.
  4. História de organizações coletivas e dos modos de proteção social: corporações de oficio; associações; mutuais; sindicatos. Entidades coletivas e a oferta de proteção.
  5. Sistemas e dispositivos da proteção social: construções complexas e com tensões internas e externas. Os momentos de criação/alteração/reforma e os argumentos principais reveladores da concepção sobre riscos e proteção e o papel do mundo do trabalho. Por que os modelos e dispositivos de proteção social com frequência são questionados?
  6. Mudanças no mundo do trabalho, direitos do trabalho e reconfiguração das proteções sociais. Flexisecurity. Desmonte de regimes previdenciários. Proteção e estruturas profissionais.
  7. Proteção e as configurações do trabalho distintas do tipo assalariado; autônomo; economia solidária; autoemprendedorismo; autogestão; trabalhadores da economia digital. Trabalho que desprotege? Convivência, interpenetração e fronteiras entre as dinâmicas do mundo do trabalho e os dispositivos de proteção/desproteção social.
  8. Erosão e descoletivização das proteções, individualização do trabalho, da incerteza e da proteção. A condição de proteção/desproteção segundo faixas etárias e gênero.
  9. A assistência social se faz presente no direito ao trabalho e à proteção no desemprego. Benefícios sociais e ativação para o trabalho. Trabalhador assistido, forma de regulação e direito condicionado.
  10. Economias da proteção vinculada ao mundo do trabalho: o direito como propriedade social e limite à hegemonia do mercado. A invenção do seguro como dispositivo de proteção. A proteção do trabalhador e sua família como mercadoria.

Os Critérios de Seleção:

Os artigos devem seguir estritamente as orientações da Revista da ABET, descritas no seguinte link: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/abet/about/submissions


a. Serão aceitos artigos em português, espanhol e inglês.
b. Os artigos que atenderem as normas estabelecidas neste edital serão submetidos para avaliação pelo método double blind (sem identificação dos autores e com parecer de dois especialistas).
c. Serão selecionados os artigos que obtiverem melhor classificação pelos pareceristas, buscando priorizar a diversidade de enfoques, métodos e perspectivas teóricas.
d. Os artigos devem ser submetidos pelo site da Revista da Abet: http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/abet/index.

 

____________________

Convidamos os pesquisadores das diversas áreas do conhecimento que estudam o Trabalho a encaminhar artigos para o dossiê "Trabalho, proteção e desproteção social". 

Mais informações através do email da Secretaria da Revista da ABET: revistadaabet@gmail.com (Tiago Cardoso).