Uso de convergência tecnológica sem regulamentação apropriada: VOIP e competitividade

  • Emilio José Montero Arruda Filho
  • Ruby Roy Dholakia

Resumo

A convergência tecnológica criou a possibilidade de serviços de comunicações serem realizados baseados em tecnologias diferentes, garantindo o mesmo uso para usuários e melhores benefícios para provedores. Desta forma, ambos os consumidores – empresariais e residenciais – tiveram aumentado suas escolhas para serviços conjuntos bem como para provedores de serviços. A regulação existente não analisa o serviço como um resultado, mas como um produto ou tecnologia a ser autorizada. Baseado na literatura de utilização e comportamento do consumidor, este artigo descreve e discute uma estratégia de marketing usada pelos operadores de telecomunicações, os quais tiram vantagem da ineficiência da regulação e legislação. Uma análise teórica do ambiente competitivo e do uso da tecnologia conclui que benefícios econômicos da convergência tecnológica seguem devidos quatro fatores: Progresso tecnológico, falhas na regulação, complexidade da tecnologia e da não habilidade de explorar os benefícios da convergência. O mal uso destes serviços pelos provedores de telecomunicações dado a convergência tecnológica e integração de sistemas neste setor, são discutidos especificamente no contexto dos serviços de comunicação de voz à longa distância utilizando VOIP, criando propostas para definir o melhor uso da tecnologia que garanta uma competição justa para o mercado. link para o texto completo: http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/view/1071/1310
Publicado
2011-07-27
Seção
Resumos de artigos científicos