As fontes de informação ambiental: uma análise sobre a sua aplicabilidade pelos profissionais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente no Pará (SEMA/PA)

  • Paulo Cesar Chagas Maia

Resumo

O artigo discute conceitos e características da informação ambiental sob o aspecto de várias teorias, denominações do bibliotecário e do educador ambiental como usuários da informação ambiental. Nesta esteira faz uma análise da Rede Internet como canal de acesso a outras fontes de pesquisa e sob essa fundamentação teórica apresenta uma pesquisa de campo para analisar como os profissionais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará (SEMA/PA) utilizam as fontes de informação ambiental em seus serviços e como essas informações contribuem nas ações técnicas e educativas desses profissionais. A proposta metodológica da pesquisa foi um estudo de caso de caráter qualitativo, onde foram priorizados os discursos e os conhecimentos dos atores sociais. Esses atores são os profissionais da informação (bibliotecários) e educadores ambientais (geógrafos, pedagogos, biólogos, engenheiros florestais e outros) que atuam na área de gestão ambiental da SEMA, num total de 18 profissionais selecionados. Ficou constatado nesse trabalho que os profissionais utilizam as fontes de pesquisa para acessar a informação com a finalidade de subsidiar a elaboração de relatórios, projetos, programas, cartilhas ambientais, jogos educacionais e informativos, além de disponibilizar a informação ambiental por meio de oficinas, palestras, seminários, sítio da SEMA e na distribuição de kits ambientais.

 

Palavras-chave: Meio ambiente. Fontes de informação .Informação ambiental. Serviços de Informação. Educação Ambiental. Fontes de Informação.

 

Link para o texto completo (PDF)

http://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/740/pdf_37

Publicado
2012-02-09
Seção
Resumos de artigos científicos