A Arquivística como disciplina aplicada no campo da Ciência da Informação

Autores

  • Cândida Fernanda Antunes Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2011v6n2.12951

Resumo

Apesar de os arquivos terem origens muito remotas, que se podem confundir com as origens da própria escrita, a Arquivística como disciplina só no século XIX e no quadro do historicismo e do positivismo, se começou a afirmar, numa perspectiva de “ciência auxiliar” da História. Esta perspectiva historicista e custodial adquiriu novos contornos por alturas da viragem do século, graças à afirmação da vertente tecnicista, que se desenvolveu ao longo de todo o século XX, por efeito das condições sociais, económicas e culturais derivadas da revolução tecnológica em curso. Neste texto põe-se em confronto o tradicional paradigma historicista, custodial e tecnicista da Arquivística com um novo paradigma emergente, apelidado de pós-custodial, informacional e científico que entende esta disciplina como um saber aplicado do campo da Ciência da Informação, sendo apresentados os fundamentos epistemológicos, teóricos e metodológicos da abordagem proposta. Palavras-chave: Arquivística. Ciência da Informação. Paradigma. Link para o texto completo (PDF) http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/9887/5619

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-08-08

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos