Google Acadêmico como ferramenta para os estudos de citações: Avaliação da Precisão das Buscas por Autor

Autores

  • Sonia Elisa Caregnato Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2012v7n1.14424

Resumo

O Google Acadêmico surgiu na web no final de 2004 com o propósito de ser uma ferramenta de busca de informações de caráter acadêmico. No entanto, por incorporar dados extraídos das referências bibliográficas dos documentos, passou a trazer informações relativas ao impacto dos trabalhos medido pelo número de citações recebidas. Com isso, o uso do mecanismo como fonte de dados para estudos cientométricos passou a ser considerada, especialmente no contexto das ciências que não são cobertas nos índices de citação tradicionais. O objetivo deste trabalho é analisar a validade, o potencial e a cobertura do mecanismo de busca Google Scholar nos estudos de citação das ciências humanas, sociais e sociais aplicadas do Brasil. Focando especificamente o campo da Ciência da Informação no período de 2004 a 2008, buscou-se determinar se a produção dos pesquisadores PQ1 e PQSR do CNPq na área está representada na ferramenta e quais são os limites dessa representação. Para validar os resultados oriundos do Google Scholar, as referências recuperadas foram comparadas à produção do Lattes de cada pesquisador. Os 305 documentos foram agrupados segundo categorias que buscam avaliar a completude e exatidão das referências recuperadas, as fontes de dados e os índices de precisão dos resultados. A qualidade da seleção das fontes de dados e dos registros é uma área na qual o Google Scholar deveria imprimir mais esforços, se o seu objetivo for servir como instrumento de análise de citações e não somente como mecanismo de busca da produção acadêmica. Palavras-chave: Google acadêmico. Índices de citação. Avaliação. Precisão. Link para o texto completo (PDF) http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/5682/4106

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sonia Elisa Caregnato, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Ciência da Informação Professora Associada, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Publicado

2013-01-03

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos