Os Arquivos Escolares e sua Documentação: possibilidades e limites para a pesquisa em História da Educação

Autores

  • Alessandra Cristina Furtado Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2012v7n1.14929

Resumo

O presente artigo tem como propósito discutir como os arquivos escolares podem constituir-se em locais importantes para a pesquisa em História da Educação. Trata-se de uma discussão baseada numa experiência de pesquisa empreendida acerca do arquivo do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, de Ribeirão Preto, no período compreendido entre 1918 e 1961. O recorte temporal corresponde a momentos significativos da história do Colégio, da História da Educação e da Política Educacional Brasileira. A discussão acerca do arquivo desse Colégio está aliada a um referencial teórico voltado para a História, História da Educação e Arquivologia, entre outros. As instituições escolares apresentam-se como espaços portadores de fontes de informações fundamentais para a formulação de pesquisas, interpretações e análises sobre elas próprias, as quais permitem a compreensão do processo de ensino, da cultura escolar e, consequentemente, da História da Educação. Na pesquisa empreendida sobre o Arquivo do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, foi possível localizar uma documentação importante para o estudo da história dessa instituição e de sua cultura escolar, bem como mostrar as possibilidades e os limites do uso desses documentos para a pesquisa em História da Educação. Apesar disto, esse arquivo em especial, como o de outras escolas, pode fornecer elementos significativos para a reflexão sobre o passado da instituição, das pessoas que a frequentaram, das práticas que nela circularam e, mesmo, sobre as relações que estabeleceu com o seu entorno. Palavras-chave: Arquivo Escolar. Documentos. Pesquisa. História da Educação. Link para o texto completo (PDF) http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/82/pdf

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Cristina Furtado, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo / USP Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Grande Dourados.

Publicado

2013-01-03

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos