Coleta de informações em estudos sociais: abordagens quantitativas e qualitativas para analisar centros de referência de atendimento às mulheres em situação de violência

Autores

  • Maria Salet Ferreira Novellino Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  • Rosimeri Silva de Santana Tavares Escola Nacional de Ciências Estatísticas.

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2013v8n2.18697

Resumo

Introdução: Relata experiência de pesquisa que explora três diferentes abordagens metodológicas na análise de Centros de Referência de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência com o objetivo de verificar a qualidade dos serviços prestados e identificar as práticas existentes. Método: Inicialmente definiu-se “Centros de Referência de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência” com base em Norma específica da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. Além da definição, este documento normativo descreve a estrutura e as ações desses Centros. A partir dessas definições, estabeleceram-se indicadores de análise da qualidade desses serviços. Utilizaram-se três abordagens, a saber: a abordagem quantitativa, apoiada em dados secundários retirados do Perfil dos Municípios Brasileiros (publicação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística); uma segunda abordagem quantitativa, com dados primários coletados em questionário enviado por correio eletrônico a uma amostra de Centros apoiada no critério de porte do município; e abordagem qualitativa (etnográfica), envolvendo coordenadores e equipe técnica dos Centros. Resultados: A análise dos dados secundários possibilitou delinear uma visão geral dos Centros. A análise dos dados primários permitiu avançar na identificação das práticas exercidas nos Centros, embora não de forma aprofundada. O estudo etnográfico identificou práticas desenvolvidas nos Centros sob a percepção dos coordenadores e equipes que ali atuam. Conclusões: Os cruzamentos e complementações das abordagens quantitativa e qualitativa enriqueceram a coleta de dados, permitindo o aprofundamento das etapas de descrição e análise do tema proposto, o que reforça o uso de metodologias e técnicas mistas de recolha de informações em estudos na área de Ciências Sociais. Palavras-chave: Indicadores sociais. Estudos sobre mulheres. Estudo etnográfico. Violência contra as mulheres. Centros de atendimento à mulher. Link para o texto completo (PDF) http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/26/105

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Salet Ferreira Novellino, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Bacharel em Biblioteconomia e Documentação - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Especialista em Documentação Científica, Mestre em Ciência da Informação e Doutora em Ciência da Informação - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisadora titular III - Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE/IBGE).

Rosimeri Silva de Santana Tavares, Escola Nacional de Ciências Estatísticas.

Bacharel em Estatística e Mestranda em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais - Escola Nacional de Ciências Estatísticas (ENCE/IBGE).

Publicado

2014-03-29

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos