Contribuições possíveis dos estudos sobre processos cognitivos para a Representação Temática da Informação

Autores

  • Ana Virgínia Chaves de Melo Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2014v9n1.19476

Resumo

Propõe trazer a lume processos cognitivos fundantes da significação e discute alguns aspectos importantes da relação entre esses processos cognitivos, a representação da informação e alguns de seus instrumentos largamente utilizados. O desafio comunicacional e tecnológico tem se mantido, tanto na análise documental, quanto na construção de sistemas e instrumentos de recuperação da informação. A compreensão e (re)significação que subjazem à representação temática da informação, provocou o convite a tecer essa rede teórico-prática basal, disciplinas, áreas e campos de estudo como a Linguística, a Inteligência Artificial, a Comunicação, Filosofia, Terminologia e outros. Não obstante, pouco se vê nas produções brasileiras as contribuições dos estudos em cognição, e, no caso da discussão apresentada nesse texto, da Psicologia Cognitiva. Palavras-chave: Representação da informação. Cognição. Link para o texto completo (PDF) http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/17067/9791

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Virgínia Chaves de Melo, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba, Brasil. Professora da Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

Publicado

2014-06-20

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos