A utilização do Resource Description and Access (RDA) na criação de registros de autoridade para pessoas, famílias e entidades coletivas

Autores

  • Fabrício Silva Assumpção Universidade Estadual Paulista
  • Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2014v9n1.19526

Resumo

Considerando o desenvolvimento do Resource Description and Access (RDA) e a importância do controle de autoridade para os catálogos, este trabalho objetiva apresentar o RDA, seu surgimento e desenvolvimento, contextualizar a criação de registros de autoridade na catalogação descritiva e apresentar a utilização do RDA no registro dos atributos e dos relacionamentos das entidades pessoa, família e entidade coletiva. Apresenta o RDA, sua relação com os modelos conceituais FRBR e FRAD, as seções, capítulos, atributos e relacionamentos definidos para pessoas, famílias e entidades coletivas. Por fim, destaca algumas diferenças entre o RDA e o Anglo-American Cataloguing Rules (AACR2r) e apresenta considerações sobre a implantação do RDA. Palavras-chave: Resource Description and Access (RDA). Controle de autoridade. Functional Requirements for Bibliographic Records (FRBR). Functional Requirements for Authority Data (FRAD). Catalogação descritiva. Informação e tecnologia. Link para o texto completo (PDF) https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2013v18n37p203/25332

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Silva Assumpção, Universidade Estadual Paulista

Universidade Estadual Paulista.

Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos, Universidade Estadual Paulista

Universidade Estadual Paulista.

Publicado

2014-06-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos