Reflexões sobre os paradigmas de estudo da usabilidade na Ciência da Informação

Autores

  • Eliane Cristina de Freitas Rocha UFMG
  • Adriana Bogliolo Sirihal Duarte UFMG

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2014v9n1.19685

Resumo

Busca-se refletir sobre a usabilidade no contexto dos estudos de usuários da informação, recuperando seu histórico no campo de origem da Ciência da Computação/Interação Humano-Computador e suas apropriações no campo da Ciência da Informação (CI). São relacionados os paradigmas orientadores dos estudos da CI conforme apresentados por Capurro (2003) – físico, cognitivo e social - aos estudos realizados no campo de estudos de usuários e no campo da interação humano-computador. É apresentada uma breve revisão histórica do campo de estudos da interação humano-computador, associando os primeiros trabalhos de Donald Norman e Nielsen ao paradigma físico. A título ilustrativo, são analisadas teses e dissertações que se referem ao tema da usabilidade na CI com vistas a identificar o paradigma orientador dos trabalhos. Chega-se à conclusão de que os estudos de usabilidade na CI, no geral, têm orientação cognitivista, alinhada ao paradigma físico, e não contemplam a complexidade do comportamento informacional de usuários. Palavras-chave: Estudos de usuários. Usabilidade. Interação humano-computador. Histórico da Interação humano-computador. Paradigmas da Ciência da Informação. Abordagens de estudo da Interação Humano-Computador. Link para o texto completo (HTM) http://dgz.org.br/ago13/Art_03.htm

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Cristina de Freitas Rocha, UFMG

Doutoranda em Ciência da Informação na UFMG.

Adriana Bogliolo Sirihal Duarte, UFMG

Doutora e professora em Ciência da Informação na UFMG.

Publicado

2014-06-28

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos