E-science, ciência aberta e o regime de informação em ciência e tecnologia

Autores

  • Sarita Albagli Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Andre Luiz Appel Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Maria Lucia Maciel Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2014v9n2.22351

Resumo

O trabalho debruça-se sobre as práticas de e-Science e as questões que influenciam sua promoção como ciência “aberta”. Para além dos aspectos tecnológicos que caracterizam essa nova forma de fazer ciência, evidencia-se que as questões de ordem institucional (formais e informais) são as que mais interferem no caráter aberto ou proprietário dessas práticas. Situa-se essa questão no contexto de configuração e disputas no âmbito do atual regime de informação em C&T. O trabalho fundamenta-se em levantamento e discussão da literatura sobre o tema, que contempla tanto o debate teórico-conceitual, como relatos de estudos empíricos sobre essas experiências.

Palavras-chave: E-Science. Ciência Aberta. Regime de Informação. Produção Colaborativa. Propriedade Intelectual.

 

Link para o texto completo (PDF)

http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/124/166

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sarita Albagli, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora. Universidade Federal do Rio de Janeiro

Andre Luiz Appel, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia em convênio com a Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Maria Lucia Maciel, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Sociologia. Université de Paris VII

Publicado

2014-12-30

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos