Conhecimento e Interculturalidade

Autores

  • Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira USP.

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2014v9n2.22384

Resumo

O artigo propõe-se a refletir sobre a necessidade de ampliação e de reconhecimento da diversidade de saberes na esfera pública para a configuração de sociedades efetivamente democráticas. Um grande desafio para o século vinte e um é a inclusão de contingentes excluídos da população mundial, condição necessária para a configuração da sociedade do conhecimento, o que pressupõe a interação de diferentes formas de narrar o mundo, de compreendê-lo, de informá-lo, de lhe dar sentido e de agir sobre ele. Em sociedades crescentemente diversas como as que vivemos, desafiadas a ampliar sua esfera democrática, como se realiza a construção dos saberes? A interculturalidade se apresenta como eixo a partir do qual a mobilização para a superação das desigualdades pode ser consubstanciada, o que impõe a necessidade de reconhecimento e co-habitação cultural de diferentes formas de conhecimento que efetivamente se comuniquem.

Palavras-chave: Conhecimento. Interculturalidade. Diversidade cultural. Desigualdade social. Exclusão social. Sociedades democráticas.

 

Link para o texto completo (HTM)

http://dgz.org.br/jun14/Art_02.htm

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Maciel Barbosa de Oliveira, USP.

Doutora em Ciência da Informação, área de concentração Informação e Cultura. Docente e pesquisadora no Departamento de Biblioteconomia e Documentação da Escola de Comunicações e Artes da USP e no PPGCI da USP.

Publicado

2014-12-30

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos