A Ciência no Rio Grande do Sul: indicadores de produção e colaboração nos anos 2000 a 2010

Autores

  • Sonia Elisa Caregnato Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Samile Andréa de Souza Vanz Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Ana Maria Mielniczuk de Moura Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Ida Regina Chitto Stumpf Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2014v9n2.22488

Resumo

A avaliação da atividade científica é essencial para a construção de indicadore de C&T. A rápida expansão recente da produção científica brasileira publicada internacionalmente torna esse tipo de avaliação necessária, tanto em nível nacional, como regional, uma vez que há grande diversidade entre as regiões brasileiras. O objetivo deste trabalho é fornecer um panorama da produção científica do Estado do Rio Grande do Sul indexada pela Web of Science entre os anos de 2000 e 2010. Crescimento da produção científica, periódicos, áreas do conhecimento, tipo de documento, idioma e colaboração são os indicadores detalhados. Os resultados mostram que a produção apresenta um crescimento constante e ajustado ao exponencial, com exceção do ano de 2006, sendo, em média, maior do que o da produção científica brasileira. Os documentos publicados são majoritariamente no formato de artigos (71,71%) em inglês (84,89%) e, em alguns casos, concentram-se em algumas revistas nacionais. Evidencia-se a importância das Ciências da Saúde, Biológicas e das Engenharias, além da área Agrícola, na produção cientifica gaúcha.

Palavras-chave: Cientometria. Bibliometria. Indicadores Científicos. Rio Grande do Sul. Brasil.

 

Link para o texto completo (PDF)

http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/128/170

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sonia Elisa Caregnato, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Mestrado em Information Management pela University of Sheffield (1992) e doutorado em Information Studies pela University of Sheffield (2000).

Samile Andréa de Souza Vanz, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Doutora em Comunicação e Informação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Ana Maria Mielniczuk de Moura, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Doutora em Comunicação e Informação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Ida Regina Chitto Stumpf, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo.

Publicado

2014-12-30

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos