Bibliotecário: um mediador cultural para a apropriação cultural

Autores

  • Celly de Britto Lima Universidade Federal de Pernambuco
  • Edmir Perrotti Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2017v12n1.34514

Resumo

Introdução: O presente relato faz referência a tese de doutoramento, defendida junto ao PPGCI -ECA, USP. Objetivo: O texto discute noções de mediação e mediador cultural, bem como a de apropriação cultural, no sentido de iniciar um diálogo sobre o desafio da formação de Bibliotecários como mediadores culturais competentes para a negociação com os protagonistas da cultura - que não apenas reproduzem ou consomem, mas criam e recriam a cultura e seus significados. Metodologia: O estudo parte de pesquisa bibliográfica que interrogou a formação do bibliotecário como mediador cultural, no país. Resultados: Considera que a formação do mediador cultural bibliotecário como profissional que domina as lógicas culturais, comunicativas, e dos dispositivos culturais. Conclusões: Aponta para a demanda da apropriação cultural.

Palavras-chave: Mediação cultural. Mediador cultural. Apropriação cultural. Formação do bibliotecário.

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/infoprof/article/view/28319/20518

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Celly de Britto Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo. Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco

Edmir Perrotti, Universidade de São Paulo

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Professor do Departamento de Informação e Cultura da Universidade de São Paulo

Publicado

2017-06-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos