O currículo de Salzburg para bibliotecários numa era de cultura de participação

Autores

  • Jorge Moisés Kroll do Prado Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2017v12n1.34563

Resumo

Traz uma breve apresentação do que foi a construção do Currículo de Salzburg, os atores envolvidos e o procedimento de trabalho para a construção de um currículo para bibliotecários que pautasse a era da cultura da participação. Em seguida, traz a tradução completa do Currículo com as seis competências principais: engajamento social transformador; tecnologia; gestão para a participação (competências profissionais); gestão de ativos; habilidades culturais e conhecimento; aprendizagem e inovação. Finaliza com considerações sobre a importância dessas competências no perfil profissional do bibliotecário, como elas podem ser desenvolvidas e qual o papel dos cursos de graduação.

Palavras-chave: Biblioteconomia. Currículo profissional. Cultura da participação. Bibliotecário - competências.

Link: http://www.periodicos.ufc.br/index.php/informacaoempauta/article/view/3943#!/tcmbck

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Moisés Kroll do Prado, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina. Coordenador da Rede de Bibliotecas do Senac em Santa Catarina.

Publicado

2017-06-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos