Gestão documental no contexto hospitalar

Autores

  • Maria Vandineide Silva Teles UFPB

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2017v12n1.34684

Resumo

Este trabalho busca produzir uma reflexão sobre a importância da implantação da Gestão Documental em instituições públicas e privadas da área da saúde. Faz-se necessário em virtude da lacuna existente no campo da produção de conhecimentos sobre os saberes e práticas relacionados à implantação de políticas e programas de tecnologias da informação que auxiliem na tomada de decisão dos gestores. A gestão documental é um importante indicador para avaliar a relação de poder de uma instituição, da assistência com o usuário dentro de um determinado modelo de atenção à saúde; proporciona ao cliente um atendimento humanizado, um serviço com eficiência, agilidade nas suas buscas, respostas, respeitando os seus direitos.. Interessa-nos enfatizar os modos de produção, preservação e análise no cotidiano dos serviços, de maneira a chamar a atenção para o processo de construção e apropriação da informação pelos diferentes atores envolvidos. Como o foco do processo de trabalho em saúde é o paciente e a produção de saúde, nos cuidados prestados ao doente no âmbito hospitalar, não poderia ser ignorada a importância de desenvolver esta pesquisa sobre os Serviços de Registros de informação, arquivos médicos e estatísticos, focando especialmente nos prontuários dos pacientes, bem como na importância dos principais métodos de conservação, a digitalização e microfilmagem.

Palavras-chave:Arquivo. Estão documental. Microfilmagem. Digitalização. Prontuários

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/671/541

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-06-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos