A investigação científica em Arquivologia e a sua busca de identidade

  • Angelica Alves da Cunha Marques Universidade de Brasília (UnB)

Resumo

Este artigo registra uma conferência proferida no VIII Seminário de Saberes Arquivísticos (SESA), com o objetivo de retomar e refletir sobre a investigação científica em Arquivologia e a busca de identidade por esta disciplina. Para tanto, apresenta resultados das diversas fases de um amplo projeto de pesquisa acerca da configuração da Arquivologia como disciplina no Brasil e da produção científica brasileira de interesse para a área. Esses resultados decorrem de uma pesquisa quali-quantitativa, exploratória, descritiva e explicativa, além de uma ampla pesquisa bibliográfica em obras arquivísticas internacionais e nacionais. Os resultados demonstram significativo aumento na produção científica de interesse para a Arquivologia, 14 vezes maior nos últimos quatorze anos. Dissertações e teses de interesse da disciplina estão dispersas em vários programas de pós-graduação, ainda que predominantemente nos programas de Ciência da Informação. Constata-se que a busca por identidade epistemológica e teórica pela Arquivologia ainda carece de programas de pós-graduação específicos para que também conquiste identidade político-institucional no âmbito da pós-graduação.

Biografia do Autor

Angelica Alves da Cunha Marques, Universidade de Brasília (UnB)
Professora do Curso de Arquivologia e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasilia (UnB). Arquivista, mestre e doutora em Ciência da Informação (UnB). Realizou estágio pós-doutoral na UnB e na École Nationale des Chartes (ENC).
Publicado
2017-09-28
Seção
Memória