Diário de Classe: entre a base de dados e o documento arquivístico digital

  • Josemar Henrique Melo Universidade Estadual da Paraíba

Resumo

Podemos considerar já consolidado o aumento da utilização do documento digital, tendo em vista as diversas vantagens que o uso adequado da tecnologia da informação é capaz de trazer para as instituições. Neste sentido, a identificação de um documento arquivístico digital (DAD) é um dos principais elementos para se proceder as funções arquivísticas. Assim, o objetivo deste trabalho é apontar as características fundamentais na definição do DAD, a partir dos diários de classe eletrônicos da Universidade Estadual da Paraíba. O estudo de caso analisa a produção e as formas de armazenamento deste tipo documental e conclui que a instituição não está produzindo e nem armazenando DAD autêntico e confiáveis.

Biografia do Autor

Josemar Henrique Melo, Universidade Estadual da Paraíba
Professor Doutor do Curso de Bacharelado em Arquivologia da Universidade Estadual da Paraíba. Mestre em Ciência da Informação pela UFPB e graduado em História pela FUPE.
Publicado
2017-10-04
Seção
Memória