A interdisciplinariedade entre Arquivologia e linguagem: a ciência à luz da perspectiva dialógica do discurso

  • Eliete Correia dos Santos Universidade Estadual da Paraíba
  • Vancarde Brito Sousa Universidade Estadual da Paraíba
  • Jacqueline Echeverría Barrancos Universidade Estadual da Paraíba

Resumo

A Arquivologia, como ciência, é um fenômeno contemporâneo e se configura com perspectivas além da imediaticidade da gestão arquivística, como uma ciência em permanente construção, dotada de autonomia e interdisciplinarmente construída nas relações com outras ciências. Assim, objetivo desse artigo é refletir a concepção de ciência à luz dos estudos bakhtinianos para a Arquivologia, assumindo uma postura de cooperação entre as áreas interdisciplinares. As bases do pensamento do Círculo de Bakhtin são construídas a partir da crítica às duas tendências filosóficas: a estilística clássica que se baseia no idealismo e o estruturalismo situado nos estudos do sistema abstrato. O objeto é ser expressivo e falante, e a concepção de linguagem é entendida como processo de interação social fundamentada no diálogo com o outro (relaciona-se à ideia de sujeito social, histórica e ideologicamente situado, que se constitui na interação com o outro) e na unidade das diferenças.

Palavras-chave: Ciência. Linguagem. Arquivologia. Interdisciplinaridade. Diálogo.

Link: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/31864/17818

Biografia do Autor

Eliete Correia dos Santos, Universidade Estadual da Paraíba

Doutora em Linguística. Professora do Curso de Arquivologia da UEPB

Vancarde Brito Sousa, Universidade Estadual da Paraíba

 Doutor em Sociologia. Professor do Curso de Arquivologia da UEPB



Jacqueline Echeverría Barrancos, Universidade Estadual da Paraíba
Doutora em Administração. Professora do Curso de Arquivologia da UEPB

Publicado
2017-10-04
Seção
Resumos de artigos científicos