Os valores éticos na organização e representação do conhecimento arquivístico

  • Andrieli Pachú da Silva Universidade Estadual Paulista
  • Natália Bolfarini Tognoli
  • José Augusto Chaves Guimarães

Resumo

As funções classificação e descrição configuram-se como processos nucleares no âmbito da organização e representação do conhecimento arquivística por representarem pontos de intersecção entre as demais ações relacionadas aos documentos de arquivo, revelando um universe axiológico rico e diversificado. Nesse sentido, aborda-se a ética arquivística no âmbito dessas duas funções a partir dos valores identificados e sistematizados por Silva (2016) em 16 códigos de ética da profissão. Por meio de uma análise de conteúdo, foram identificados onze valores: acesso à informação, respeito à proveniência, respeito à ordem original, preservação e conservação do documento, preservação do valor arquivístico do documento, confiabilidade, custódia, imparcialidade, autenticidade e segurança da informação. Apresenta-se, assim, uma reflexão sobre cada valor e como estão relacionados às funções de classificação e descrição, demonstrando a importância da discussão sobre a ética no contexto da Arquivística, notadamente no tocante à organização do conhecimento arquivístico que, nos últimos anos, vem ganhando significativo espaço no âmbito da International Society for Knowledge Organization – ISKO.

Palavras-chave: Ética arquivística. Organização e Representação do Conhecimento. Valores éticos

Link: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/6678/4397

Biografia do Autor

Andrieli Pachú da Silva, Universidade Estadual Paulista
Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências.
Publicado
2017-10-19
Seção
Resumos de artigos científicos