Internacionalização da produção científica do Brasil em Física de Altas Energias (1983-2013)

  • Gonzalo Rubén Alvarez UFRS
  • Sonia Eliza Caregnato UFRS

Resumo

Este estudo bibliométrico analisa as dimensões da internacionalização da produção científica brasileira em Física de Altas Energias (FAE) a partir dos artigos publicados em revistas indexadas pela Web of Science (WoS) no período de 1983-2013. Com base na classificação proposta pelo Manual de Santiago da Red de Indicadores de Ciencia y Tecnologia Iberoamericana e Interamericana (RICYT), a internacionalização do Brasil em FAE é estimada através de Indicadores de Difusão, Colaboração e Impacto Internacional. Os indicadores de Difusão Internacional revelam a preferência pela publicação em periódicos estrangeiros de língua inglesa. A totalidade dos artigos analisados foi veiculada em 35 revistas de 11 países diferentes. Os indicadores de Colaboração Internacional mostram a prevalência da coautoria em FAE visto que 49,07% dos artigos foram assinados por mais de um país. Os indicadores de Impacto Internacional destacam o peso das publicações em periódicos estrangeiros de língua inglesa dentre os citantes. Os documentos citantes internacionais representam 87,78% do total, com destaque para os assinados por autores dos Estados Unidos. Os indicadores de internacionalização utilizados desvelam o perfil científico internacional da FAE no Brasil, acompanhando o padrão característico da área na esfera global.

Palavras-chave: Produção científica. Internacionalização. Bibliometria. Física de Altas Energias.

Link: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8646321/pdf

 

 

Publicado
2017-10-23
Seção
Resumos de artigos científicos