Desenvolvimento das universidades e bibliotecas universitárias na Idade Média até à Modernidade

  • Fabiene Castelo Branco Diógenes UNB
  • Murilo Bastos da Cunha UNB

Resumo

O artigo analisa a origem das universidades, suas lutas pela autonomia, organização das estruturas administrativa e curricular e relata a existência das bibliotecas ligadas às universidades, desde a Idade Média até a Modernidade. No século XIX a educação é assumida pelo Estado, criando uma cobertura legal que garante às universidades a liberdade científica e pedagógica. A biblioteca universitária teve o seu desenvolvimento ao longo dos séculos, tentando acompanhar essas mudanças. Mas, é no decorrer desse século que alguns serviços e foram surgindo os entendimentos da relação da biblioteca com a universidade. Entretanto, foi a partir da Segunda Guerra que o ensino começa a ter característica de atividade de massa, e a biblioteca universitária se torna uma parte importante na universidade. Cresce a ênfase ao acesso às coleções, há financiamento do Estado para desenvolvimento de coleções e estruturação de suas bibliotecas, dão-se início às atividades de cooperação e de automação. Estas começam a mudar a forma como são oferecidos os serviços e produtos das bibliotecas universitárias. A partir de 1970, as novas tecnologias penetram nessas áreas, e as universidades e suas bibliotecas são afetadas por tais tecnologias. Propostas de reformas surgem gerando novos desafios para estas duas instituições centenárias.
Palavras-chave: Biblioteca universitária. Idade Média. Modernidade. Link: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8646007/pdf
Publicado
2017-10-23
Seção
Resumos de artigos científicos