Fundo escola de Teatro Leopoldo Fróes e a aplicabilidade das normas de descrição arquivística

Autores

  • Rosani Beatriz Pivetta da Silva UFSM
  • Greta Dotto Simões FURG
  • Danilo Ribas Barbiero UFSM

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2018v13n1.39435

Resumo

Este artigo contém a aplicação e a análise de duas normas de descrição arquivística no acervo documental da Escola de Teatro Leopoldo Fróes (ETLF). O fundo institucional integra o arquivo da Casa de Memória Edmundo Cardoso (CMEC), localizada em Santa Maria, RS. As normas aplicadas foram: Norma Internacional de Registro de Autoridade Arquivística para Entidades Coletivas, Pessoas e Famílias - ISAAR (CPF) ea Norma Brasileira de Descrição Arquivística (NOBRADE). Os três Instrumentos de Pesquisa (IPs)resultantes desta ação foram: Registro de Autoridade Arquivística da Escola de Teatro Leopoldo Fróes, Descrição do fundo Escola de Teatro Leopoldo Fróes e Descrição das peças teatrais encenadas pela Escola de Teatro Leopoldo Fróes. A implementação das normas de descrição no conjunto documental permitiu demonstrar a sua utilidade na prática arquivística. O estudo também possibilita a produção de mais instrumentos de descrição e de pesquisa na CMEC, assim como em outras instituições custodiadoras de acervos arquivísticos. Palavras-chave: Arquivos Privados. Normas. Descrição. Instrumento de Pesquisa. Link: https://agora.emnuvens.com.br/ra/article/view/670/pdf_1

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosani Beatriz Pivetta da Silva, UFSM

Professora do Departamento de Documentação na
Universidade Federal de Santa Maria

Greta Dotto Simões, FURG

Arquivista na Universidade Federal do Rio Grande

Danilo Ribas Barbiero, UFSM

Professor do Departamento de Documentação na
Universidade Federal de Santa Maria

Publicado

2018-06-28

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos