Las bibliotecas de arte en la Agenda 2030: papel, acción y memoria cultural

Autores

  • Rosa Emma Monfasani Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2018v13n1.40110

Resumo

Síntese geral das origens da Agenda 2030 e a incorporação de Brasil nesse meio. Como as bibliotecas contribuem ao desenvolvimento dos ODS e os impulsionam. O acesso à informação considerando os diferentes objetivos da Agenda. Visão dos tipos de bibliotecas existentes em Brasil, o papel dos bibliotecários, das associações e dos CFB e CRB. Quantidade de bibliotecários registrados em 2011 pelos CRBs, ativos e inativos, em relação com a população de Brasil. Apresentação da Memória do Mundo da Unesco e propostas de Brasil. Redarte/RJ e as bibliotecas de Arte: objetivos, conteúdo temático, serviços e funções. Bibliotecas participativas e provedoras de informação em relação com sua região. Formação e qualidades do bibliotecário. As ações de Redarte/RJ e o trabalho cooperativo.

Palavras-chave: Agenda 2030. Bibliotecas de Arte. Acciones. Memoria Cultural.

 Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/876/930

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosa Emma Monfasani, Universidade Federal do Ceará

Profesora en Ciencias de la Información en la Universidad de Buenos Aires

Publicado

2018-06-28

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos