Vida média e obsolescência da literatura em educação indígena

  • Alexandre Masson Maroldi Universidade Federal de Rondônia
  • Luis Fernando Maia Lima Universidade Federal de Rondônia
  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi Universidade Federal de São Carlos

Resumo

A vida média e a obsolescência da literatura são utilizadas para determinar a utilização da literatura com o passar do tempo em determinada área de conhecimento, ou seja, a vida útil e a taxa de envelhecimento. A vida média é um indicativo da razão de obsolescência da literatura científica e permite determinar a idade e o declínio da literatura utilizada em uma determinada área de conhecimento. O objetivo desse trabalho consiste em identificar qual é a vida média, a obsolescência e a perda da atualidade da informação da literatura de livros sobre educação indígena citada nas dissertações e teses. Essa pesquisa pretende ainda discutir a questão dos livros clássicos no âmbito da Ciência da Informação, da Literatura e da Sociologia, bem como apresentar um cálculo padronizado para se obter a vida média e a obsolescência da literatura para tipologia livros. Adotou-se a abordagem metodológica da Bibliometria para analisar 173 trabalhos de pós-graduação em educação indígena na BDTD. Os resultados finais apontam uma literatura considerada clássica, uma vez que possuem uma vida média mais longa.

Palavras-chave: Vida média e obsolescência. Bibliometria. Educação indígena.

Link: https://www.revistas.usp.br/incid/article/view/134889

 


Biografia do Autor

Alexandre Masson Maroldi, Universidade Federal de Rondônia
Professor Dr. do Departamento de Ciência da Informação.
Luis Fernando Maia Lima, Universidade Federal de Rondônia
Professor Dr. do Departamento de Economia.
Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi, Universidade Federal de São Carlos
Professor Dra. do Departamento de Ciência da Informação.
Publicado
2018-11-16
Seção
Resumos de artigos científicos