Informação sobre saúde: letramento informacional e acesso aberto à literatura científica

  • Nelson Sebastian Silva-Jerez UNESP
  • Ariadne Chloe Furnival UFSCAR

Resumo

O objetivo foi mapear como membros do público em geral, na cidade de São Carlos, interior de São Paulo, encontram, acessam, avaliam e utilizam informações sobre saúde encontradas na Internet. Um questionário foi disponibilizado online, sendo também utilizado como protocolo de entrevista com membros do público selecionados aleatoriamente. Os dados foram submetidos à análise estatística. Uma pontuação para o grau de “Letramento Informacional Cotidiano em Saúde” dos participantes foi gerada com base nas percepções dos participantes sobre suas competências na busca pela informação cotidiana. Embora prefiram obter informações de saúde a partir de fontes médicas e/ou científicas, em geral eles não têm confiança em suas habilidades para recuperar informações e avaliar sua confiabilidade. A credibilidade percebida das fontes de informação de saúde na Internet foi maior para artigos científicos disponíveis em acesso aberto, embora apenas um quarto dos participantes os use de fato. Muitos afirmam que usaram, ou usariam, informações de saúde disponíveis na Internet no processo de tomada de decisão, incluindo para mudança de médico. A relativamente baixa auto-estimativa dos participantes no que diz respeito a suas competências de letramento informacional em saúde poderia ser combatida com programas públicos diretamente destinados a minimizar esta percebida lacuna, baseados em políticas de acesso aberto à literatura científica.

Palavras-chave: Letramento informacional em saúde. Informação em saúde. Acesso aberto. Literatura científica. 

Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/75753

Publicado
2018-12-06
Seção
Resumos de artigos científicos