Preservação digital da informação em saúde: panorama quali-quantitativo da produção científica internacional

Autores

  • Josiane Mello Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PGCIN). Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.
  • William Barbosa Vianna UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2019v14n2.45380

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar, por meio de um processo estruturado de busca, proposto por Vianna, Ensslin e Giffhorn (2011), um panorama quali-quantitativo da produção científica internacional sobre preservação digital da informação em saúde. Para tal, realizaram-se um levantamento dos documentos publicados nos últimos dez anos, nas bases de dados multidisciplinares: Web Of Science (WOS) e Scopus, e na área da saúde: Biblioteca Virtual da Saúde (BVS) – (LILACS e MEDLINE). O corpus final da pesquisa foi constituído por 13 documentos, estes foram  analisados levando em consideração: autoria, área, meio de publicação (periódico ou congresso), ano de publicação, foco e as ações e projetos desenvolvidos. Os resultados apontam a França, Itália, Espanha e EUA como alguns dos países com mais projetos e iniciativas publicadas e o ano de 2015 como período com maior número de documentos publicados. Observaram-se, paridade quanto às preocupações e motivações para a elaboração de projetos e iniciativas de preservação da informação e recorrência das estratégias estruturais e operacionais de preservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josiane Mello, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PGCIN). Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina, Bacharel em Biblioteconomia e Especialista em Gestão de Bibliotecas Escolares pela mesma Universidade. Mestra em Engenharia de Produção pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná e Especialista em Gestão Industrial - Conhecimento e Inovação pela mesma Universidade. Possui interesse nos temas relacionados à: Biblioteconomia, Arquivologia, Ciência da informação e Engenharia de Produção. Atua como pesquisadora nos Grupo de pesquisa: Laboratório de Recuperação da Informação e Tecnologias Avançadas (LARITA). Tem experiência como docente nos Cursos de Formação Inicial e continuada (FIC) em Auxiliar de Arquivo e Auxiliar administrativo do IFRN - PRONATEC, nos Campus Natal Central e Parnamirim. Atualmente é Bibliotecária-Documentalista da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde idealizou, planejou e organizou a Biblioteca Setorial do Departamento de Artes. 

William Barbosa Vianna, UFSC

Professor do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de  Santa Catarina. Área de Gestão da Informação

Downloads

Publicado

2019-05-24

Edição

Seção

Artigos de revisão