Da prática à produção do conhecimento: bibliotecas e biblioteconomia pré-científica

Autores

  • Gabrielle Francinne Tanus Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2019v14n2.46103

Resumo

A indissociável relação entre as bibliotecas e a Biblioteconomia conduz a uma reconstituição da história dessas instituições, começando pelo período mais remoto, a Antiguidade. Momento este de nascimento da escrita, dos primeiros registros do conhecimento, e, por conseguinte, dos primeiros acervos. Tanto neste momento, quanto no posterior, a Idade Média, as práticas no ambiente da biblioteca antecedem as teorias ou estruturas de pensamento sistematizadas. O desejo em custodiar e conservar é comum tanto nas bibliotecas da Antiguidade como nas bibliotecas da Idade Média, o que possibilita uma aproximação desses distintos momentos sob a designação de uma Biblioteconomia pré-científica. Para tanto, convoca-se a partir de uma pesquisa bibliográfica diversos autores que abordam a história da biblioteca, particularmente, vinculada aqueles dois momentos. Acredita-se que, perscrutar este largo período da história e da qual a Biblioteconomia faz parte, possibilitaria uma maior compreensão da mesma, bem como de suas práticas exercidas nas bibliotecas, em especial, na Antiguidade e na Idade Média.

Palavras-chave: História da biblioteca. Biblioteconomia. Bibliotecário.

Link: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8651364/pdf



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabrielle Francinne Tanus, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professora do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Doutora em Ciência da Informação pela UFMG.

Publicado

2019-06-05

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos