A criação do Museu do Legislativo de Macaé: patrimônio, memória e interdisciplinaridade arquivística

Autores

  • Cleris Renata Gomes Golzio Câmara Municipal de Macaé- RJ

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2019v14n2.46496

Resumo

Este relato de experiência descreve o Patrimônio e Memória arquivistica no âmbito da Câmara Municipal de Macaé, com o objetivo de demonstrar o papel do profissional de arquivos neste espaço ocupacional. A exposição deste tema se torna relevante devido à importância do arquivo no que concerne à preservação dos documentos oitocentistas, com o objetivo de preservar a história do Legislativo, através da criação do seu Museu. De modo específico, buscou-se neste texto demonstrar a relação entre museu, arquivo e sua interdisciplinaridade; descrever a trajetória da criação do Museu do Legislativo; elencar suas atribuições, destacando o papel do Patrimônio e seu lugar de memória. O desenvolvimento deste baseou-se em pesquisas bibliográfica e estudo de campo. Além estudo de caso apresentado, viabilizando-se a coleta dos dados elencados neste trabalho.

Palavras-chaves: Arquivo. Memória arquivística. Patrimônio. Arquivo.

Link: http://racin.arquivologiauepb.com.br/edicoes/v6_nesp/racin_v6_nesp_RE_GT07_1072-1089.pdf

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleris Renata Gomes Golzio, Câmara Municipal de Macaé- RJ

Pós-graduada em Historia Regional do Norte Fluminense pela Faculdade Miguel A. S. Santos FEMASS RJ, em Org. de Arquivos pela Universidade Federal da Paraíba- UFPB e também Licenciada em História pela UFPB. Funcionária efetiva da Câmara Municipal de Macaé- RJ. Trabalhou em arquivos: IPHAEP, Rádio Tabajara, Companhia de Desenvolvimento da Paraíba CINEP, Câmara Municipal de Macaé- RJ, Escola SESI de Macaé e de Três Rios- RJ e Museu Legislativo de Macaé.

Publicado

2019-07-08

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos