O design da informação na modelagem de ambientes digitais em saúde: políticas informacionais no transcurso da epidemia pelo zika vírus

Autores

  • Maria José Vicentini Jorente Unesp/Marília
  • Laís Alpi Landim Unesp/Marília
  • Anahi Rocha Silva Unesp / Marília

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2019v14n2.46633

Resumo

A informação em saúde disponibilizada em ambientes digitais pode não surtir os efeitos esperados nas comunidades de interesse, em razão de inadequações no design da informação. O objetivo deste artigo é analisar três desses ambientes de instituições públicas brasileiras com informações sobre o zika vírus e a microcefalia, partindo da análise bibliográfica, sob a perspectiva do design da informação. Demonstram-se resultados das análises e elaboram-se recomendações para novos materiais disponibilizados na web 2.0, voltados à temática da microcefalia por zika vírus. A reflexão é necessária diante da realidade sociopolítica e cultural da contemporaneidade brasileira.

Palavras-chave: Design da Informação. Ambientes Digitais de Saúde. Alfabetização em Saúde. Políticas de Informação em Saúde. Epidemia de Zika Vírus e Microcefalia.

Link:http://revista.ibict.br/liinc/article/view/4307

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José Vicentini Jorente, Unesp/Marília

Doutora em Ciência da Informação pela Unesp. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Laís Alpi Landim, Unesp/Marília

Graduação em Ciências Sociais na Universidade Estadual Paulista (Unesp) Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília

Anahi Rocha Silva, Unesp / Marília

Mestrado em Ciência da Informação na Universidade Estadual Paulista (Unesp).Faculdade de Filosofia e Ciênciasde Marília

Publicado

2019-07-08

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos