Desmistificando os princípios FAIR: conceitos, métricas, tecnologias e aplicações inseridas no ecossistema dos dados FAIR

  • Patricia Corrêa Henning Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO
  • Claudio Jose Silva Ribeiro Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO http://orcid.org/0000-0002-9571-1707
  • Luana Farias Sales Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT
  • Luiz Rebelo Moreira University of Twente - UT
  • Luiz Olavo Bonino da Silva Santos GO FAIR - International Support and Coordination Office

Resumo

Os princípios FAIR, um acrônimo para Findable, Accessible, Interoperable e Reusable, estão presentes nas discussões e práticas contemporâneas da ciência de dados, desde o início de 2014, e tiveram sua aplicação consolidada em 2017, quando a Comissão Europeia passou a exigir a adoção de plano de gestão de dados, com base nesses princípios, por projetos financiados por seus recursos. Desde então, tais princípios passaram a ser norteadores da descoberta, do acesso, da interoperabilidade, do compartilhamento e da reutilização dos dados de pesquisa. No entanto, quando colocados em prática levantam dúvidas e imprecisões, gerando diferentes interpretações, o que dificulta sua aplicação. Por essa razão buscou-se elucidar seu entendimento, utilizando-se de conceitos esclarecedores, apresentando métricas específicas que medem o nível de FAIRnessdos objetos digitais; disseminando a proposta do ecossistema dos dados FAIR e as tecnologias Data FAIRPort e FAIR Data Point. Apresentamos, ainda, estudos realizados na Europa que comprovam o impacto e o potencial desses princípios, em diferentes áreas disciplinares, dando destaque às necessidades e aos exemplos de aplicação. A abordagem metodológica desta pesquisa é de natureza bibliográfica e de caráter qualitativo dando ênfase na descrição conceitual dos elementos necessários para a compreensão do ecossistema FAIR, o que permitiu, neste estudo, trabalhar a fundamentação teórica e conceitual, bem como o uso das práticas do FAIR em diferentes contextos e dimensões. As considerações finais corroboram as mudanças culturais e tecnológicas que vêm ocorrendo, no mundo informacional, relacionadas às novas práticas de gestão de dados e às interações e parcerias necessárias para a sua complexaimplementação.
Publicado
2019-09-25
Seção
Memória