Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos: diversidade custodial e políticas de memória

Autores

  • Renato Pinto Venancio

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2019v14n3.47011

Resumo

A boa gestão de arquivos dependeque eles sejam conhecidos eidentificados. Por isso o Conselho Nacional de Arquivos-Conarq aprovou uma Resolução, em 2019, visando identificar as instituições custodiadoras de acervos arquivísticos e lhe atribuir um código. O presente texto, através da análise documental e da seriação de dados, identifica o perfil institucional dessas instituições custodiadoras.Por meio desses procedimentos procura-se conhecer a realidade custodial brasileira e a importância da implementação de políticas de memória que levem em conta essa diversidade. Essa perspectiva também se desdobra em outra bem mais ampla, que diz respeito àpossibilidade de se pensar o fenômeno pós-custodial, em paralelo ao custodial, e suas implicações na preservação dos documentos eletrônicos como registros da memória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Pinto Venancio

Escola de Ciência da Informação – UFMG
Pesquisador do CNPq 1D

Downloads

Publicado

2019-07-30

Edição

Seção

Memória