O comportamento infocomunicacional dos alunos universitários na apropriação de objetos digitais no quadro do direito autoral: o caso dos alunos dos cursos de Biblioteconomia e Ciência da Informação das universidades federais do Brasil e públicas de Portugal

Resumo

A reconfiguração do ciberespaço altera as dinâmicas sociais e coloca em evidência questões de cunho sociocultural, informacional, comunicacional e ético, a partir do acesso, uso e reuso de objetos digitais, de forma não consentida pelo autor das criações intelectuais. Contudo, essa abundância de conteúdos disponibilizados no ciberespaço requer dos utilizadores novas formas de agir, interagir e reagir diante deles. Assim sendo, esta investigação objetiva analisar os usos e representações dos estudantes dos cursos de Biblioteconomia e Ciência da Informação das universidades federais do Brasil e públicas de Portugal na utilização dos objetos digitais, nos âmbitos acadêmico e social, de forma articulada com as leis que regulam o direito de autor no ciberespaço. O desenho metodológico desta investigação segue o paradigma interpretativo e possui natureza mista (qualitativa e quantitativa). Os instrumentos de recolha de dados e fontes de informação são: a) inquéritos por questionários e entrevistas (aos diretores e coordenadores dos cursos e alunos); b) repositórios de trabalhos científicos, artigos científicos, entre outras fontes; e c) documentos (legislações e currículos dos cursos). O locus da investigação corresponde aos Cursos de Biblioteconomia e Ciência da Informação das universidades federais do Brasil e públicas de Portugal, tendo como participantes alunos dos primeiros e últimos anos e Coordenadores/Diretores dos cursos. Considera-se que a análise dos comportamentos infocomunicacionais dos participantes envolvidos na investigação terá impacto no desenho curricular dos cursos, de forma a garantir reflexões sobre o significado real do uso consciente desses objetos, a partir de um enquadramento legal.

Biografia do Autor

Jaciara Januario Silva, Universidade Federal do Maranhão
Centro de Ciências Sociais. Professora do Departamento de Biblioteconomia, Adjunto. Doutoranda em Multimédia e Educação/Universidade de Aveiro/UA/PT. Mestre em Ciência da Computação/UFMA/Brasil. Graduada em Biblioteconomia/UFMA/Brasil. Participa do Grupo de Pesquisa: Núcleo de Pesquisa Interdisciplinar em Leitura, Comunicação e Design de Hipermídia - LEDMID/CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6453909913412958. Áreas de interesse: Competência Infocomunicacional. Comportamento Infocomunicacional. Direito Autoral, Ética da Informação, Conteúdos digitais.
Lídia Oliveira, Universidade de Aveiro
Doutora em Ciências e Tecnologias da Comunicação pela Universidade de Aveiro (2002) onde é professora com agregação, no Departamento de Comunicação e Arte. Investigadora e Coordenadora Científica do Polo de Aveiro do CETAC.MEDIA ? Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências da Comunicação (http://www.cetacmedia.org/). Realizou o seu Pós-Doutoramento no CES - Centro de Estudos Sociais - Laboratório Associado da Universidade de Coimbra (2009) e defendeu as suas Provas de Agregação na Universidade de Aveiro (2010). Dedica-se a investigar as implicações das tecnologias da informação e da comunicação em rede nas rotinas cognitivas e sociais dos indivíduos, dos grupos e das organizações, estando a sua investigação situada nos estudos de Cibercultura. Leciona na graduação em Novas Tecnologias da Comunicação, no mestrado em Comunicação Multimídia, no Mestrado em Promoção da Leitora e Bibliotecas Escolares (do qual é Vice-Diretora) e no Doutorado em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais e, ainda, no Doutorado em Multimídia e Educação.Mestre em Tecnologia Educativa pela Universidade de Aveiro, em parceria com as Universidades de Valenciennes/França e Mons/Bélgica (1995) e Graduada em Filosofia pela Universidade de Coimbra (1990).
Cássia Furtado, Universidade Federal do Maranhão
Estágio Pós-Doutoramento no Departamento de Comunicação e Arte, da Universidade de Aveiro-Portugal, sob o tema "Aplicativos de literatura - serviço: experiência e comportamento do usuário infantil". Doutora em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais, pela Universidade de Aveiro e Universidade do Porto, em Portugal (2013). Mestre em Ciências da Informação pela Universidade de Brasília. Especialização em Usuário, na Universidade Federal de Paraíba. Graduação em Biblioteconomia e em Comunicação Social pela Universidade Federal do Maranhão. Professora Associado I da Universidade Federal do Maranhão, Departamento de Biblioteconomia. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Design-PPGDg/UFMA, linha de pesquisa: Design Informação e Comunicação. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - PPGCI/UFPA, linha de pesquisa: Mediação da Informação. Coordenadora do Núcleo de Estudo e Pesquisa Interdisciplinar em Leitura, Comunicação, Design de Hipermídia ? LEDMID. Atua nas áreas: web 2.0, web 3.0, redes sociais, plataformas digitais, biblioteca 2.0, biblioteca 3.0, leitura e livros digitais, design da informação, geração Z e geração alpha, biblioteca escolar, literatura infantil digital, streaming de livros, literatura-serviço e aplicativos de literatura.
Publicado
2019-07-30
Seção
Pesquisas em andamento