Diretrizes e indicadores de acompanhamento das políticas de proteção à saúde da pessoa idosa no Brasil

  • Dalia Elena Romero Fundação Oswaldo Cruz
  • Debora Castanheira Pires Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Aline Marques Fundação Oswaldo Cruz
  • Jessica Muzy Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

O Brasil se destaca na América Latina pela alta institucionalização de políticas de proteção à pessoa idosa. Contudo, um problema para sua consolidação é a falta de indicadores para seu acompanhamento. O objetivo deste artigo é propor indicadores sensíveis às dimensões da saúde contempladas nas políticas em vigor voltadas para esta população. O estudo foi dividido em três etapas. Na primeira, foi traçado um panorama das políticas voltadas para a pessoa idosa e foram identificadas as diretrizes e metas comuns no que tange à saúde. Na segunda, foram selecionados indicadores sociais e de saúde para acompanhamento das áreas temáticas. Na terceira, foram calculados indicadores para o Brasil e suas grandes regiões. Considerando esta análise preliminar, podemos concluir que, apesar de ser possível calcular indicadores para o acompanhamento de políticas a partir das fontes de dados disponíveis, limitações concernentes à oportunidade dos dados, sua desagregabilidade e confiabilidade restringem sua utilização para o aprimoramento das políticas nacionais.

Palavras-chave: Políticas públicas; Saúde do idoso; Indicadores; Avaliação em saúde; Saúde pública.

Link: https://www.reciis.icict.fiocruz.br/index.php/reciis/article/view/1569/2252

Biografia do Autor

Dalia Elena Romero, Fundação Oswaldo Cruz
Doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Debora Castanheira Pires, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Doutorado em Ciência Política pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Estudos Sociais e Políticos. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Aline Marques, Fundação Oswaldo Cruz
Doutorado em Epidemiologia e Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz.
Jessica Muzy, Fundação Oswaldo Cruz
Mestrado em Informação e Comunicação em Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz.
Publicado
2019-09-09
Seção
Resumos de artigos científicos