Comportamento informacional de jogadores de videogame

  • Silvio Luiz de Paula Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Bruno Campello de Souza Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Resumo

O presente estudo teve como objetivo investigar empiricamente o comportamento informacional de alunos de graduação no contexto de videogames. Para tanto, desenvolve-se o marco teórico apoiado nos entendimentos sobre videogames e nos constru-tos de letramento informacional e competência em informação. Metodologicamente a pesquisa possui abordagem quantitativa, quanto ao meio de investigação se deu por meio de pesquisa de campo utilizando questionário para coleta dos dados. Na análise e interpretação dos dados foram utilizados métodos estatísticos diversos. O local de realização da pesquisa foi o Departamento de Ciências Administrativas da UFPE. A população era composta por 1077 matriculados no curso de Administração no segundo semestre de 2016. A amostra foi não probabilística, por conveniência e estratificada, tendo participado 347 sujeitos, desses, con-siderou-se para as análises 194 que declararam jogar pelo menos um tipo de jogo de videogame. Os resultados da pesquisa rev-elaram que o engajamento em videogames denota ser a regra com mais da metade da amostra declarando jogar. Quanto as fontes e canais de informação, o elemento que prepondera é o da interação social direta, para as fontes predominando a opinião de amigos e colegas, e a observação de outros, já para os canais predominando as conversas presenciais.

Palavras chave: Recurso informacional. Videogames. Competência em informação. Letramento informacional.

http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/7643/5644

Biografia do Autor

Silvio Luiz de Paula, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Autor de livro, possui mestrado e graduação em administração pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE. Atualmente é professor de Gestão da Informação no Departamento de Ciência da Informação na Universidade Federal de Pernambuco-UFPE. Tem experiência na área de administração, com ênfase em Gestão de pessoas, Comportamento organizacional, Competência em informação e Inteligência informacional.
Bruno Campello de Souza, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1996), mestrado em Psicologia (Psicologia Cognitiva) pela Universidade Federal de Pernambuco (2000) e doutorado em Psicologia (Psicologia Cognitiva) pela Universidade Federal de Pernambuco (2004). É professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco, sendo docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Administração (PROPAD) da mesma instituição. Ocupa o cargo de Superintendente de Formação de Recursos Humanos para Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo de Pernambuco. Atualmente realiza pesquisas envolvendo as relações das tecnologias digitais com indivíduos e organizações, inovação e empreendedorismo, criminologia e policiamento, cognição, processos psicológicos e sociais, gestão de pessoas, medicina e a aplicação de métodos estatísticos em qualquer contexto.
Publicado
2019-09-09
Seção
Resumos de artigos científicos