O pensamento empírico e racionalista em Biblioteconomia no Brasil

  • Diego Salcedo UFPE
  • Aline Perpétua Cavalcanti UFPE

Resumo

Parte de debates iniciados em sala de aula, particularmente, na disciplina Pensamento Científico e Biblioteconomia, ofertada no Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Pernambuco. Tem como objetivo identificar e analisar o estado da arte sobre o empirismo e o racionalismo no debate científico biblioteconômico brasileiro. Considera como pressuposto observado em sala de aula de que grande parte dos estudantes, ao entrar na Universidade, tem dificuldades ou resistência com relação ao debate sobre as formas de pensar empiricista e racionalista. A metodologia utilizada foi exploratória, quanto ao objeto da pesquisa, e o procedimento utilizado foi o bibliográfico com revisão de artigos recuperados da Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação. O debate proposto está dividido em quatro seções: uma introdução seguida pela revisão bibliográfica sobre dois proeminentes pensadores do empirismo e do racionalismo (Francis Bacon e René Descartes, respectivamente); uma terceira seção em que é comentada o estado da arte sobre essas correntes de pensamento na biblioteconomia brasileira; e, enfim, são feitas algumas considerações finais. Aponta, ainda, como consideração final que este escrito pode contribuir como material didático para uso dos neófitos estudantes universitários.

Palavras-chave: Biblioteconomia. Ciência. Empirismo. Racionalismo. Brasil.

Link: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/1099

Biografia do Autor

Diego Salcedo, UFPE
Professor Doutor na Graduação e Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco.
Aline Perpétua Cavalcanti, UFPE
Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Pernambuco.
Publicado
2019-09-09
Seção
Resumos de artigos científicos