Análise da produção científica sobre arquivos universitários indexada na Base BRAPCI

  • Tatianne Akaichi Arquivista da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA).

Resumo

Este estudo analisa a produção científica a respeito de arquivos universitários indexados na base de dados BRAPCI, no período de 2007 a 2017. O objetivo é apresentar as instituições, os canais de comunicação preferenciais dos autores que publicaram sobre o tema e as obras que se destacaram nas citações. O corpus da pesquisa compõe-se por 10 artigos. O procedimento metodológico empregado foi a bibliometria. Como resultado, constatou-se que os anos mais produtivos foram 2015 e 2017, com duas publicações em cada período. A instituição mais produtiva foi a UDESC (32%), seguida pela UNESP/Marília (23%). A revista Ágora e o ENANCIB apresentaram o maior número de publicações, com dois artigos cada. As obras mais referenciadas foram a Lei nº. 8.159, de 08 de janeiro de 1991, conhecida também como a Lei de Arquivos, com seis citações e o artigo “Gestão de documentos em Arquivos Universitários: estudo de caso no Arquivo Central da FAED/UDESC”, com cinco citações. Conclui-se que a produção científica brasileira sobre arquivos universitários ainda é pequena no campo da Ciência da Informação. Isso demonstra a importância de um aprofundamento e de mais reflexões, estudos e publicações sobre o assunto, visto a existência dessa lacuna. Palavras-chave: Produção científica. Arquivos Universitários. BRAPCI. Link: https://agora.emnuvens.com.br/ra/article/view/768/pdf
Publicado
2019-09-21
Seção
Resumos de artigos científicos