Características de comunidades de prática existentes no Serviço de Informação em Arte: o caso da REDARTE/RJ

Autores

  • Elisete de Sousa Melo Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Miriam Gontijo Moraes
  • Mariza Almeida Costa

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2019v14n4.49469

Resumo

O presente artigo é relato de pesquisa que busca identificar e analisar a existência das principais características de comunidades de prática na Rede de Bibliotecas e Centros de Informação em Arte no Estado do Rio de Janeiro - REDARTE/RJ. Utilizam-se como critério as principais características de comunidades de prática: o domínio, a comunidade e a prática, bem como os indicadores de comunidade para analisar o funcionamento, as interações, o processo de troca e compartilhamento de experiências e de conhecimento entre os profissionais de informação em Arte integrantes da REDARTE/RJ. A abordagem adotada foi o estudo de caso por meio de pesquisa qualitativa. Comprova-se que a REDARTE/RJ apresenta as características de comunidades de prática com os benefícios em se tratando de cooperação e interação para gestão do conhecimento.

Palavras-Chave: Comunidades de prática. Gestão do Conhecimento. Redes de bibliotecas.

Link: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/2696

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisete de Sousa Melo, Universidade Federal do Rio de Janeiro

 Mestre pelo Programa de Pós Graduação em Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Miriam Gontijo Moraes

Docente do Departamento de Processos Técnicos-Documentais da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Mariza Almeida Costa

Docente do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Publicado

2019-12-11

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos