A relação doutorando-orientadorna Ciência da Informação

Autores

  • Cleber da Silva André Universidade Federal de Santa Catarina
  • Adilson Luiz Pinto Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.52970

Resumo

Considerando o aumento da produção científica e tecnológica, a participação das Instituições de Ensino Superior no Brasil, este artigo busca analisar a relação doutorando-orientador na Ciência da Informação e sua participação na produção científica da Área. Por meio dos currículos Lattes dos doutores que tiveram suas teses adicionadas no Banco de Teses e Dissertações da Capes entre os anos de 2008 e 2012. Apresenta abordagem quantitativa e qualitativa, sendo, quanto aos objetivos, exploratória e descritiva, e quanto aos procedimentos bibliográfico e documental. Trabalha com corpus de pesquisa de 173 doutores após a busca dos currículos Lattes. Utiliza os conceitos de EMI (Bibliometria e Cientometria), na tabulação e análise dos dados após a extração dos currículos Lattes. Como resultado verificou-se baixa incidência de parceria com os orientadores na produção científica, assim como na participação em eventos e bancas. Também ficou evidente a evolução produtiva pós-doutorado entre grande parte dos doutorandos, com pouca incidência em bancas de avaliação.

Palavras-chave: Relação Doutorando-Orientador; Pós-Graduação; Produção Científica; Ciência da Informação.

Link: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/9170/6084

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-06-30

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos