Memória, Cidade e Bibliofilia

Autores

  • Hanna Sandy de Oliveira Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Lidia Eugenia Cavalcante Universidade Federal do Ceará (UFC)

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.53037

Resumo

Investiga as relações entre memória, cidade e bibliofilia mediante revisão de literatura e sob o ponto de vista dos autores estudados. Trata também dos lugares de memória, apresentando a cidade como lugar de memória, vislumbrando a construção da identidade dos sujeitos a partir do que é dado a ler e a ver em seu patrimônio literário. Traz, por fim, a possibilidade da memória dos lugares através dos livros, mediante registros de memórias orais e em livros de ficção, vislumbrando a literatura como meio de retratar um contexto social, época e tempo. Apresenta conceitos de bibliofilia, de sua possível origem e as diferentes conotações que o termo carregou ao longo dos séculos, assim como breve histórico da bibliofilia no Brasil. Os resultados deste estudo apontam que o bibliófilo possui relação com a memória como colecionador de livros e estudioso de sua história, cujo papel é essencial na constituição de acervos raros e memorialísticos.

Palavras-chave: Bibliofilia. Lugares de memória. História do Livro. Cidade e patrimônio literário.

Link: http://www.periodicos.ufc.br/informacaoempauta/article/view/41202

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hanna Sandy de Oliveira, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Ceará.

Lidia Eugenia Cavalcante , Universidade Federal do Ceará (UFC)

Professora do Departamento de Ciências da Informação da Universidade Federal do Ceará e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação – PPGCI/UFC.

Publicado

2020-06-30

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos