Os Bots de disseminação de informação na conjuntura das campanhas presidenciais de 2018 no Brasil

Autores

  • Lorena Tavares de Paula UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
  • Rafael Michalski UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.53404

Resumo

Em uma conjuntura onde as redes sociais desempenham um papel importante na promoção de discussões políticas, surge a preocupação com a utilização maliciosa da tecnologia, em especial dos bots, programas de computador criados para automatizar tarefas e procedimentos repetitivos em ambiente digital, na disseminação viral de fake News. Neste cenário o bjetivo da presente comunicação científica foi verificar o comportamento de disseminação de informação no Twitter pelos bots nas campanhas presidenciais de 2018. Para tanto foi estabelecida a observação e monitoramento de perfis do Twitter que apresentam comportamento artificial, utilizando como parâmetro o Pegabot, ferramenta criada pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro e o Instituto Equidade & Tecnologia, que calcula a probabilidade de que um perfil seja bot levando em consideração a frequência de postagens, interação com outros usuários, linguagem utilizada e nível de emoções das mensagens.

Palavras Chaves: Disseminação da Informação. Redes sociais. Twitter. Pós-verdade.

Link: https://periodicos.ufmg.br/index.php/moci/article/view/17048

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lorena Tavares de Paula, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

Publicado

2020-06-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos