A produção científica acerca da temática LGBT: um estudo propedêutico nas teses e dissertações na UFMG

Autores

  • Azilton Ferreira Viana Universidade Federal de Minas Gerais
  • Dalgiza Andrade Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.53447

Resumo

A pesquisa analisou a produtividade científica no âmbito da Universidade Federal de Minas Gerais, em relação à temática de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais. O problema motivador da investigação originou-se no seguinte questionamento: A produtividade científica, no âmbito da Universidade Federal de Minas Gerais, contribui para a afirmação da temática de Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no meio acadêmico? O objetivo geral foi analisar a produção científica sobre a temática desse segmento na literatura cinzenta, no âmbito da Universidade Federal de Minas Gerais, nos Programas de Pós-Graduação e suas contribuições para a afirmação do segmento. Os objetivos específicos consistiram em: mapear dissertações e teses sobre Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações/Universidade Federal de Minas Gerais; identificar quais os programas que mais produzem sobre a temática; categorizar as áreas/subáreas de maior interesse; identificar os principais assuntos pesquisados; estudar a relação entre o que foi produzido pela Universidade sobre a temática e a afirmação do segmento. No ensejo de alcançar o objetivo proposto, utilizou-se da pesquisa bibliométrica de abordagem exploratória, descritiva, bibliográfica e documental, com análise quantitativa e qualitativa dos dados coletados nos Programas de Pós-Graduação da Universidade Federal de Minas Gerais, por meio de buscas realizadas por palavras-chave com ligação direta com a temática na sua Biblioteca Digital de Teses e Dissertações. Os resultados alcançados indicam que na Universidade Federal de Minas Gerais, a temática está presente nos Programas de Pós-Graduação em cinco das nove grandes áreas do conhecimento, a saber: Ciências Humanas, Ciências da Saúde, Ciências Sociais Aplicadas, Interdisciplinar e Linguística, Letras e Artes, nas quais 11 Programas de Pós-Graduação trataram da temática desde o ano 2000 de maneira contínua. Nesses mesmos Programas de Pós-Graduação, verificou-se que 31 pesquisadores de diferentes departamentos têm orientado teses e dissertações vinculadas à temática Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais.

Palavras-chave: Produção Científica. Estudo Bibliométrico. Segmento LGBT. Teses e Dissertações.

Link: https://revistas.ancib.org/index.php/tpbci/article/view/414

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Azilton Ferreira Viana, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais(1997) e mestrado em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais(2017). Tem experiência na área de Ciência da Informação. Atuando principalmente nos seguintes temas:produção científica, estudo bibliométrico, segmento LGBT.

Dalgiza Andrade Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Escola de Ciência da Informação/Programa de Pós-Graduação em Gestão da Organização e do Conhecimento e Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCI/UFMG-2011). Mestre em Ciência da Informação (PPGCI/UFMG-2005). Bacharel em Biblioteconomia (Escola de Biblioteconomia/UFMG-1991). Coordenadora do Programa Carro-Biblioteca/ECI (10/2013-10/2015). Tem experiência na área de Ciência da Informação e Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: fontes de informação, cidadania, prática informacional, comunicação científica e estudos bibliométricos, pesquisa cientifica, deontologia biblioteconômica, mercado de trabalho, formação e desenvolvimento de coleções, bibliotecas públicas e bibliotecas escolares. Ministra disciplinas sobre Recursos e Serviços de Informação.

Publicado

2020-06-21

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos