Taxonomias, ontologias e tesauros: possibilidades de contribuição para o processo de Engenharia de Requisitos

Autores

  • Priscila Basto Fagundes Universidade Federal de Santa Catarina
  • Gislaine Parra Freund Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luciane Paula Vital Universidade Federal de Santa Catarina
  • Camila Monteiro de Barros Universidade Federal de Santa Catarina
  • Douglas Dyllon Jeronimo de Macedo Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.53568

Resumo

Algumas das atividades fundamentais do processo de desenvolvimento de software estão relacionadas à disciplina de Engenharia de Requisitos, cujos objetivos são descobrir, analisar, documentar e verificar os requisitos que farão parte do sistema. Os requisitos são as condições ou capacidades que um software precisa ter ou realizar para atender às necessidades de seus usuários. O presente estudo faz parte de uma pesquisa que está sendo desenvolvida com o intuito de propor um modelo de cooperação entre a Ciência da Informação e a Engenharia de Requisitos, e tem como objetivo apresentar os resultados de uma análise sobre as possibilidades de utilização dos sistemas de organização do conhecimento: taxonomias, tesauros e ontologias durante as atividades da Engenharia de Requisitos. Com base nos resultados obtidos, foi possível identificar em qual etapa do processo da Engenharia de Requisitos cada um dos tipos de sistema de organização do conhecimento é passível de ser utilizado. Espera-se com este estudo evidenciar a necessidade de novas pesquisas e propostas para fortalecer o intercâmbio entre a Ciência da Informação, como ciência, cujo objeto de estudo é a informação, e a Engenharia de Requisitos que, por sua vez, tem na informação a matéria-prima para a identificação das necessidades informacionais dos usuários de softwares.

Palavras-chave: Ciência da Informação. Engenharia de Requisitos. Sistemas de Organização do Conhecimento.

Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/90347

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-06-26

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos