A busca e o eye tracking: um olhar semiótico sobre o knowledge graph

Autores

  • Silvana Drumond Monteiro Universidade Estadual de Londrina
  • Cecílio Merlotti Rodas Instituto Federal de São Paulo
  • Silvana Aparecida Borsetti Gregório Vidotti Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.53571

Resumo

O eye tracking é, ao mesmo tempo, uma tecnologia e método de pesquisa utilizado em várias áreas do conhecimento e, recentemente, pela Ciência da Informação. Sua tese principal, formulada por Just e Carpenter (1976), é o strong eye-mind, ou seja, a forte relação entre visualização e processamento da informação. Nessa direção, foi feita uma pesquisa básica, com delineamento experimental, visando avaliar o comportamento de busca em uma Search Engine Results Page do Google, em especial a visualização do Knowledge Graph ‒ ou mapa do conhecimento. A premissa da investigação pautou-se na semiótica peirceana, na qual os signos em um resultado de busca ‒ em maior ou menor medida ‒ podem influenciar escolhas, qualificar resultados, capturar o olhar e ser importantes ou determinantes em uma escolha a partir de uma busca, explicando assim o strong eye-mind. Os resultados demonstraram que a imagem é um atrator cognitivo; no entanto, a escolha depende também de outros fatores, como o tipo de busca e o hábito do sujeito em pesquisas nos mecanismos de busca.

Palavras-chave: Eye Tracking. Semiótica peirceana. Knowledge Graph. Google. Taxonomia da busca.

Link: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/88844

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-06-26

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos