A Presença da produção científica brasileira na revista Knowledge Organization no século XXI

Autores

  • Manoela Ferreira da Silva UNESP
  • Isadora Victorino Evangelista UNESP
  • José Augusto Chaves Guimarães UNESP

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.0vn0.53605

Resumo

Introdução: O periódico Knowledge Organization constitui hoje um dos principais veículos de comunicação científica no que diz respeito a questões de Organização do Conhecimento (OC). Objetivos: Dessa forma, considerou-se pertinente analisar como se apresenta o contexto brasileiro nessas comunicações, verificando quais são os autores e instituições mais produtivas, além de frequência de publicações, coautorias nacionais e colaborações com o exterior. Metodologia: Por meio da análise dos números publicados no período de 2001-2018, foi possível identificar uma forte presença de artigos de autoria brasileira, com um total de 51 produções. Resultados: Percebeu-se uma comunidade liderada pelos professores José Augusto Chaves Guimarães, Daniel Martínez-Ávila, Fábio de Assis Pinho e Renato Rocha de Souza, responsáveis por 28% de todas as publicações nesse período. Como instituições mais produtivas, destacam-se a Universidade Estadual Paulista – UNESP e a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, instituições essas que possuíam ao menos um autor afiliado em metade das incidências institucionais. Percebe-se ainda, um forte crescimento no número de artigos nos anos mais recentes, em especial no ano de 2012 e 2014 em diante, responsáveis por quase 85% do total de publicações brasileiras na revista. Em relação às coautorias nacionais, pode-se perceber um forte grupo preocupado com aspectos éticos e sociais da organização do conhecimento, estudos em linguagens documentárias, aspectos relativos à recuperação informacional, ontologias, web semântica, dentre outros. A respeito das coautorias internacionais, salientam-se grupos de interesses temáticos, como dimensões éticas e sociais, aspectos bibliométricos, interlocução com as ciências exatas e tecnologias, dentre outros. Conclusões: A liderança do grupo de autores confirma que a revista é aberta a temas como os aspectos éticos e sociais da OC, além das perspectivas tecnológicas no contexto desse domínio. Além disso, uma forte incidência de artigos filiados entre UNESP e UFMG revelou a especificidade e a tradição de pesquisa dessas duas universidades nas temáticas ligadas à organização do conhecimento.

Descritores: Análise de Domínio. Comunidades Epistêmicas. Produção científica brasileira. Knowledge Organization.

Palavras-chave: Bibliometria. Análise de Domínio. Comunidades Epistêmicas. Produção Científica Brasileira. Knowledge Organization.

Link: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/38346

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoela Ferreira da Silva, UNESP

Graduanda em Biblioteconomia pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
(UNESP).  

Isadora Victorino Evangelista, UNESP

Doutoranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade
Estadual Paulista (UNESP). Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São
Paulo. 

José Augusto Chaves Guimarães, UNESP

Doutor em Ciências da Comunicação. Professor do Departamento de Ciência da Informação
da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP). 

Publicado

2020-06-29

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos