Apropriação e gestão da informação como estratégias de inovação: análise a partir de perfis de empresas startups

Resumo

O processo de globalização atrelado ao avanço tecnológico e à popularização de novas ferramentas de informação e comunicação provocou mudanças no contexto socioeconômico. O conhecimento passou a assumir papel fundamental nos processos inovadores organizacionais. A apropriação e a gestão de dados e informações de tornaram-se essenciais na definição de estratégias de inovação. O presente artigo visa abordar a apropriação e a gestão da informação como estratégias de inovação a partir de perfis de empresas startups. A pesquisa de campo, com caráter descritivo e abordagem qualitativa e quantitativa, foi realizada junto a vinte e seis startups, que participaram do Demoday, realizado no período de 26 a 28 de junho de 2019, na cidade de Maceió, no Estado de Alagoas. Essas empresas se caracterizam pela atuação em diferentes segmentos, pelo atendimento a diferentes públicos-alvo e pelos diferentes estágios de desenvolvimento. Os achados científicos revelam que as startups buscam, a partir da apropriação e gestão de informações, alcançar os diferentes segmentos de mercado, estabelecer relação com o seu público-alvo e manter contínuo desenvolvimento. Considera-se que o acesso a dados e informações oportuniza aos empreendedores melhorar seus negócios e desenvolver produtos e serviços que atendam às necessidades de seu público.

Palavras-chave: Apropriação da informação. Inovação organizacional.Startups.

Link: http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5163

Biografia do Autor

João Rodrigo Santos Ferreira, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Mestrando em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas. Bibliotecário - Documentalista do Ministério Público do Estado de Alagoas.
Paulo Ricardo Silva Lima, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Mestrando em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas. Assessor Administrativo da Defensoria Pública do Estado de Alagoas.
Luciana Peixoto Santa Rita, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Doutora em Administração pela Universidade de São Paulo. Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas.
Ibsen Mateus Bittencourt, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Doutor em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Alagoas.
Edivanio Duarte de Souza, Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
Doutor em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (2011). Mestre em Ciência da Informação (2004) e Graduado em Biblioteconomia (1999) pela Universidade Federal da Paraíba. Professor Associado do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes da Universidade Federal de Alagoas.    
Publicado
2020-09-11
Seção
Resumos de artigos científicos