O desafio da transferência do conhecimento: um estudo de caso aplicado a uma grande empresa

Autores

  • Rodolfo Bott de Aquino Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Vicente Bicudo de Castro Deakin University (Austrália) http://orcid.org/0000-0002-1453-6733

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-0695.2020v15n3.55073

Resumo

Os desdobramentos de diversas teorias a respeito da natureza e essência da firma vêm convergindo para a importância dos ativos intangíveis, notadamente a do conhecimento. Na literatura sobre gestão do conhecimento está presente a discussão sobre a codificação e internalização do conhecimento. O presente estudo procura identificar um ponto de partida para aprimorar o processo de aprendizado organizacional analisando-se um conjunto de ferramentas incorporadas às rotinas da firma em relação à sua função acessória de transferência do conhecimento. Para tanto, analisa-se a percepção da força de trabalho através da aplicação de um questionário. A partir desta análise foi possível constatar a validade de algumas ferramentas de trabalho como catalizadores da transferência do conhecimento, bem como mapear sugestões para aprimorar este processo.

Palavras-chave: Gestão do conhecimento. Transferência do conhecimento. Economia organizacional.

Link: http://revista.ibict.br/p2p/article/view/5158

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodolfo Bott de Aquino, Universidade Federal Fluminense (UFF)

 Mestre pela Universidade Federal Fluminense. Área de Concentração: Estratégia, Gestão e Finanças Empresariais.

Vicente Bicudo de Castro, Deakin University (Austrália)

Professor assistente no Departamento de Contabilidade da Deakin University (Austrália). Possui bacharelado em Ciências Econômicas pelo Ibmec (RJ), bacharelado em Ciências Contábeis pela Ucam, mestrado strictu sensu em Ciências Contábeis pela FACC/UFRJ e doutorado em Ciências Contábeis pela Monash University (Austrália).

Publicado

2020-09-11

Edição

Seção

Resumos de artigos científicos